Com 535 leitos, HR define regras para atender pacientes durante pandemia

Intenção é padronizar atendimentos e avaliar diariamente a ocupação dos leitos na unidade

| CAMPO GRANDE NEWS


Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Com 535 leitos, contando com as tendas improvisadas, o HR-MS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) publicou o plano de atuação para enfrentar a pandemia de coronavírus, nas suas dependências. A intenção é padronizar o atendimento, evitar contágio nos profissionais (saúde) e tomar medidas para reduzir o número de óbitos, nos casos tratados na unidade.

Neste plano foi instalado um gabinete de crise no hospital, com responsáveis de cada setor que irão fazer reuniões diárias para avaliar os casos e lotação dos leitos de pronto atendimento, internação e os locais que atendem os pacientes que precisam de ventilação mecânica.

Para isto foram definidos quatro níveis de lotação do hospital, de acordo com o número de pessoas que estão sendo atendidos nos prontos atendimentos, leitos de internação e espaços críticos. Por exemplo, o nível mais alto é a partir de 56 pacientes  (pronto atendimento), 130 leitos ocupados nas tendas, 244 leitos de internação ocupados e 94 pacientes em estado críticos.

A unidade também definiu três situações em que os pacientes vão ser considerados suspeitos de estarem infectados com coronavírus, entre eles febre e um sintoma respiratório, junto com histórico de viagem a locais de transmissão local, ou se o paciente tiver tais sintomas e teve contato, nos últimos 14 dias, com paciente confirmado ou suspeito de coronavírus.

A intenção do plano, segundo a unidade, é padronizar as ações em relação aos pacientes, com treinamento para que os funcionários usem os equipamentos de proteção, assim como divulgar as informações e elaborar relatório mensal sobre os casos de pandemia aos órgãos competentes.

Estrutura – O Hospital divulgou a estrutura disponível, com 386 leitos, que chegam a 535 com as tendas colocadas no anexo. São 28 pontos de pronto atendimento e 54 de terapia intensiva para adultos, com 20 de isolamento. Para as crianças, dispõe de 21 (intensivo), 20 (semi-intensivo) e 06 de isolamento.

A unidade conta com 11 salas de cirurgia, 115 respiradores mecânicos e 136 monitores cardíacos, além de 140 macas, 47 desfibriladores, entre outros equipamentos e salas de outras funções. Já em relação aos profissionais, tem 207 enfermeiros, 720 técnicos de enfermagem e 440 médicos, além de outras áreas que contam com suas equipes. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Campo Grande News



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE