Pelo menos 39 menores de idade passaram mal em carnaval de rua

Todos só foram liberados na presença dos pais ou responsáveis

| CORREIO DO ESTADO / RICARDO CAMPOS JR, YARIMA MECCHI


Crianças e adolescentes já foram flagrados em coma alcoólico - Foto: Álvaro Rezende/ Correio do Estado

Plantão montado na Esplanada Ferroviária e na avenida Fernando Corrêa da Costa, durante o desfile de blocos carnavalescos atendeu cerca de 39 crianças e adolescentes por abuso de álcool e drogas nos dois primeiros dias de folia em Campo Grande.

Segundo o coordenador de urgências e emergências da Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau), Yama Higa, as equipes receberam 73 pacientes que exageraram no consumo de bebidas ou apresentavam sinais de que haviam usado entorpecentes.  Apenas um homem de 65 anos foi atendido com dores na mão.

O caso mais emblemático foi o de um menino de apenas 12 anos, vítima mais nova no carnaval deste ano sob o efeito de álcool.

Todos os atendimentos de crianças e adolescentes são acompanhados por equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) e da Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca). Os pacientes são liberados na presença dos pais. “Desde o ano passado começamos a dar mais atenção nesse tipo de caso', afirmou ao Correio do Estado.

Ano passado, somente o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tendeu mais de 120 adolescentes. Em todas as ocorrências, eles estavam embriagados e alguns ainda apresentaram sinais de coma alcoólico.

De acordo com o levantamento de Yama, no sábado foram 18 atendimentos na Esplanada e 13 na avenida Fernando Corrêa da Costa. No domingo foram 22 na Esplanada e 21 na avenida.

Além dos casos de coma alcoólico, traumas ou lesões causadas pelo uso de álcool também são contabilizados pelas equipes. Na avenida Fernando Corrêa uma jovem, maior de idade, foi atendida com cortes no rosto. Ela alegou que teria sido agredida com uma garrafa de vidro. “O rosto dela estava cortado, não sabemos se foi uma garrafada, mas ela disse que sim', destacou Yama.

As tendas de atendimento da Sesau vão continuar montadas nos três pontos de folia até amanhã, quando encerrar as festividades em Campo Grande.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE