Estado pede R$ 7 milhões ao Ministério para cirurgias eletivas

Objetivo é de efetivar as cirurgias até o fim deste ano

| CORREIO DO ESTADO / IZABELA JORNADA


Objetivo é diminuir as filas de esperas em hospitais do Estado - Arquivo/Correio do Estado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) pediu ao Ministério da Saúde repasse de R$ 7 milhões de recursos para o custeio da realização de cirurgias eletivas até o fim deste ano.

A publicação pode ser conferida no Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira (30), porém com data retroativa do último dia 27 de setembro.

O pedido é para que o valor seja depositado em parcela única ao Fundo Especial de Saúde para custeio das ações de média e alta complexidade em saúde da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o secretário de Saúde Geraldo Resende, será elaborada uma tabela especial e os valores serão distribuídos em todos os hospitais do Estado. “Vamos fazer um chamamento, vamos fazer uma tabela diferenciada”, reforçou o secretário.

As cirurgias serão nas especialidades de ortopedia, urologia, vascular, otorrinolaringologia, ginecologia. “Queremos diminuir as filas de espera e vamos regionalizar a saúde, vamos atender hospitais de Dourados, Naviraí e demais municípios”, detalhou.

O secretário declarou também que a expectativa é de que a confirmação da chegada do recurso para o Estado poderá ocorrer no dia 02 de outubro. “Estamos aguardando a volta do ministro da Saúde (Luiz Henrique Mandetta), ele está no exterior”, finalizou Resende.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE