“Matei para roubar”, diz homem preso após morte de vendedora de espetinhos em Rio Brilhante

Após manter relações sexuais com ela, teria decidido roubá-la. Para isso, esperou a vítima entrar no banho, pegou uma faca na residência e desferiu as facadas, provocando a morte da mulher

| | LIGADO NA NOTíCIA


Após manter relações sexuais com ela, teria decidido roubá-la. Para isso, esperou a vítima entrar no banho, pegou uma faca na residência e desferiu as facadas, provocando a morte da mulher

Poucas horas após ter matado, com 8 facadas a vendedora de espetinhos Marcelina Robles Cardoso, de 54 anos, foi preso pela Polícia Civil de Rio Brilhante, Nivalcir Lucio Cândido, de 27 anos.

Nivalcir, conhecido como “coringa”, morador no mesmo bairro da vítima, foi preso em casa após diligências e investigação da Polícia Civil. Segundo a polícia, Nivalcir confessou que matou a mulher para roubar um aparelho de som, DVD e um aparelho celular.

Marcelina, foi encontrada morta no quarto da casa onde morava na Vila Fátima. Ela foi assassinada com 8 facadas pelo corpo. A Polícia Civil iniciou as investigações, partindo da conclusão de que se tratava de latrocínio (roubo seguido de morte).

Testemunhas contaram para a polícia, que na noite de sábado, uma mulher e três homens foram vistos com a vítima, em frente à residência, onde vendia espetinhos, e durante a madrugada, somente um homem ficou no local.

Posteriormente, ele foi identificado como Nivalcir. Diante a informação a polícia foi até e residência do suspeito. Ao ser abordado pela polícia estava bastante nervoso, e apresentou versões contraditórias. Ele estava com lesões no peito e suas mãos.

Durante buscas na residência a polícia encontrou, um celular e a caixa de som, levados da casa da vítima. Nivalcir, foi conduzido até a Delegacia e acabou confessando o crime. Ele confirmou que foi até o local para ingerir bebida e consumir drogas, junto com a vítima.

Após manter relações sexuais com ela, teria decidido roubá-la. Para isso, esperou a vítima entrar no banho, pegou uma faca na residência e desferiu as facadas, provocando a morte da mulher.

O autor teria revirado armários e gavetas da casa, à procura de dinheiro. Contudo, acabou subtraindo apenas um aparelho de celular, uma caixa de som e um aparelho de DVD. Nivalcir tem passagens pela polícia, por roubo, furto, receptação e tráfico de droga. Agora responderá por latrocínio (roubo seguido de morte).



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE