Sábado será o Dia D de vacinação contra sarampo e poliomielite

Unidades de Saúde urbanas e do Quebra Coco atenderão das 8h às 17h. Baixo comparecimento preocupa em todo o Brasil, e casos confirmados aumentam

| ASSESSORIA


Sábado será o Dia D de vacinação contra sarampo e poliomielite

Será realizado no sábado (18) em todo o país, o Dia D de vacinação contra o sarampo e a poliomielite. A ação é desencadeada pelo Ministério da Saúde com a participação dos estados e municípios.

Em Sidrolândia, a meta é imunizar 2.860 crianças. As unidades de Saúde da área urbana e do distrito de Quebra Coco atenderão das 8h às 17h, e os pais devem levar o cartão de vacinação das crianças.

A campanha se estenderá até o dia 31/08 em todas as unidades urbanas e rurais de Sidrolândia, e a Secretaria de Saúde aproveita o ensejo para solicitar aos pais que levem as crianças de zero a doze meses para conferir a atualização do cartão vacinal.

Baixo comparecimento preocupa

Não é somente em Sidrolândia que tem sido baixa a procura nos postos de saúde.

Conforme o site do Ministério da Saúde, até a terça-feira (14), 3,6 milhões de doses das vacinas contra a pólio e sarampo foram aplicadas em crianças de todo o país. Foram 1,808 milhão de crianças vacinadas contra a pólio e 1,801 milhão contra o sarampo. O quantitativo corresponde a cerca de 16,13% do público-alvo para a pólio e 16,07% para o sarampo.

Na Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo, o Ministério da Saúde convoca mais de 11 milhões de crianças de um a menores de cinco anos devem ser vacinadas.

A Campanha deste ano é indiscriminada, por isso, todas as crianças nessa faixa etária devem se vacinar, independentemente da situação vacinal.

Para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida, receberão a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). Já os menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a gotinha.

Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice viral, independentemente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE