Suspeito de participar de homicídio dá entrada em hospital com tiro nas nádegas

Ele não chegou a ver quem fez o disparo

| MIDIAMAX


Vilmo foi morto a facadas (Foto: O Pantaneiro)

Rapaz de 22 anos, suspeito de participar do homicídio de Vilmo Ximenes Torres na noite de terça-feira (11), deu entrada no hospital momentos depois. O caso aconteceu em Bodoquena, a 260 quilômetros de Campo Grande, e é investigado.

Segundo o registro, policiais militares foram acionados para irem até o hospital logo após o homicídio e identificaram o rapaz de 22 anos. Assim, o médico informou que ele tinha dado entrada com o ferimento a tiro nas nádegas e que logo seria liberado.

Então o rapaz, que segundo os policiais é suspeito de participar do homicídio de Vilmo, contou que não viu o autor do disparo. Além disso, após ser ferido ele caiu no chão e depois ouviu alguém dizendo para ele correr pois estavam tentando matá-lo.

Precisa de médico? Confira escala nas UPAs e CRSs nesta quinta-feira

Motorista é preso com droga e munições do PCC que entregaria em Campo Grande

Em seguida ele pediu ajuda a um conhecido para ir até o hospital. O caso é tratado como tentativa de homicídio.

Vilmo teria discutido na frente de um bar com um desconhecido e foi esfaqueado. Assim, ele chegou a cair no chão e foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. A princípio a suspeita é de que o crime tenha ocorrido após desacerto na venda de droga.

Até o momento não há detalhes sobre prisão dos envolvidos no homicídio.

Bolsonaro cria coordenação para cuidar de política pública para cães e gatos

Após título, Palmeiras empata com o Fluminense no Maracanã em estreia

Polícia apreende terceira carga ilegal de madeira e aplica multa de R$ 13 mil



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE