Quarta, 24 de janeiro de 201824/1/2018
(67) 98186-1999
Muito nublado
23º
23º
32º
Sidrolandia - MS
Erro ao processar!
ECONOMIA
Em 2014, Caixa vetou empréstimo de R$ 1,7 milhão porque cidade não tinha capacidade de endividamento
A Caixa acabou não aprovando a operação, mesmo após ter sido reduzida em 88% em 2014, para R$ 1,7 milhões, contemplando apenas a região do Cascatinha.
Aparecido Francisco Mato Grosso do Sul - MS
Postada em 02/01/2018 ás 15h34 - atualizada em 02/01/2018 ás 15h38
Em 2014, Caixa vetou empréstimo de R$ 1,7 milhão porque cidade não tinha capacidade de endividamento

Em 2014, Caixa vetou empréstimo de R$ 1,7 milhão porque cidade não tinha capacidade de endividamento

Não é a primeira vez, nos últimos quatro anos, que a Prefeitura de Sidrolândia tenta um empréstimo (agora no valor de R$ 11 milhões) no Avançar Cidades, junto à Caixa Econômica Federal para obras de drenagem e pavimentação. Em 2013 a Prefeitura cadastrou na Caixa, no âmbito do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o pedido para contratação de R$ 13,6 milhões para obras nos bairros Cascatinha I e II, Jardim do Sul, Santa Marta e na região da Grande São Bento.


 


A Caixa acabou não aprovando a operação, mesmo após ter sido reduzida em 88% em 2014, para R$ 1,7 milhões, contemplando apenas a região do Cascatinha, onde a população enfrenta problemas com alagamentos. Em 2011 o ex-prefeito Daltro Fiuza, asfaltou algumas quadras do bairro e executou apenas parte da drenagem necessária.


 


Na proposta original, um dos projetos, no valor de R$ 6,9 milhões, previa a pavimentação da Grande São Bento, abrangendo bairros como o São Bento, Pindorama, Diva Nantes, parte do Jardim Paraíso, Sidrolar. Uma emenda de R$ 1 milhão, dos deputados Tereza Cristina e Eliseu Dionísio, prevê a pavimentação de um trecho da Rua Prudente de Moraes que serve de acesso ao Residencial Diva Nantes.


 


O outro, de R$ 6 milhões, atenderia aos bairros da parte alta, incluindo o Cascatinha (onde é necessário um investimento pesado em drenagem), Jardim do Sul, Jardim Alfa e Santa Marta. Com o pedido de R$ 11 milhões levado ao Ministério das Cidades, a Prefeitura espera contemplar essas mesmas regiões. 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


Flávio Paes/Região News

FONTE: Região News
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium