Segunda, 11 de dezembro de 201711/12/2017
(67) 98186-1999
Muito nublado
20º
21º
32º
Sidrolandia - MS
Erro ao processar!
Banner de aniversario de Itaporã ( Câmara)
POLÍTICA
Assembleia também anuncia 13° salário dos servidores para dia 14
Sempre potencializa a economia e ajuda a atividade comercial, com as compras e pagamento de dívidas
Aparecido Francisco Mato Grosso do Sul - MS
Postada em 04/12/2017 ás 20h12
Assembleia também anuncia 13° salário dos servidores para dia 14

Assembleia também anuncia 13° salário dos servidores para dia 14

O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), também revelou que vai pagar o 13° salário dos servidores ativos e inativos do legislativo, no dia 14 de dezembro, por volta de R$ 13,5 milhões, seguindo assim o mesmo calendário anunciado hoje (04), pelo governo estadual.


Ele ressaltou que o pagamento do salário referente a novembro, foi pago no dia 1° de dezembro e o 13° salário, no próximo dia 14. "Durante todo o ano fizemos nosso planejamento, para que tivéssemos os recursos disponíveis para este último mês, para 1,5 mil servidores, sendo por volta de 600 inativos e 970 ativos", disse o deputado.


Mochi também ressaltou que os demais poderes, como MPE (Ministério Público Estadual) e TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), também deve efetuar o pagamento do 13° (salário) entre 14 e 15 de dezembro. "Sempre potencializa a economia e ajuda a atividade comercial, com as compras e pagamento de dívidas".


Anúncio - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou o calendário de pagamentos para este mês, tendo hoje (04) o depósito referente (salário) a novembro, dia 14 se efetua o 13° salário e no dia 04 de janeiro, o servidor vai receber os vencimentos referentes a dezembro.


O tucano ponderou que em 30 dias, serão repassados aos servidores (estaduais), por volta de R$ 1,5 bilhão, que segundo ele, serão importantes para movimentar a economia local. Representantes do setor comercial, comemoram este "aquecimento" nas compras em Campo Grande e interior do Estado.


Ele argumentou que só vai cumprir com suas obrigações, porque teve "coragem" de apresentar medidas impopulares, como: reforma administrativa e da previdência, além do teto de gastos aos poderes e ajuste fiscal, promovido em 2015.

FONTE: Campo Grande News
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium