Terça, 16 de julho de 2019
(67) 98186-1999 - [email protected]
Política

27/01/2019 ás 12h13

123

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Zé Teixeira já tem 15 assinaturas para se consolidar como 1º secretário
Paulo Corrêa confirmou estar com assinaturas em mãos
Zé Teixeira já tem 15 assinaturas para se consolidar como 1º secretário
Zé Teixeira já tem 15 assinaturas para se consolidar como 1º secretário

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) ao que tudo indica, vai continuar no cargo de primeiro secretário da Mesa Diretora, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. O parlamentar já tem 15 assinaturas dos colegas para permanecer na segunda cadeira mais cotada da Casa de Leis.


De acordo com o possível próximo presidente da Assembleia, deputado Paulo Corrêa (PSDB), Teixeira conseguiu os 15 votos. São 24 deputados e seria necessário o voto de pelo menos 13 deputados para permanecer no cargo.


“Eu volto a dizer, o deputado Zé Teixeira tem 15 assinaturas num papel, até provar contrário ele continua com a cadeira”, afirmou.


O Capitão Contar (PSL) lançou seu nome como candidato para a vaga do veterano. Sobre isso, Corrêa falou do direito do parlamentar eleito. “É um direito que ele assiste. Para nós, o que interessa para entrar na chapa é a pessoa trazer uma lista assinada com 13 votos”, explicou.


O futuro presidente da Casa repetiu já ter o documento com as assinaturas. “É provável que o Zé Teixeira continue na primeira secretaria, pelo que tenho de documento na mão, está consolidado em função das assinaturas. Uma candidatura avulsa é prevista no regime interno na Assembleia. Se o deputado não gostar da candidatura, ele entra com o nome dele e bate chapa para aquela pessoa”, comentou.


Com a definição do presidente e da 1º vice-presidência, que fica com o Eduardo Rocha (MDB), os deputados eleitos montaram um grupo intitulado como G-10. Com isso, eles queriam a primeira secretaria, mas desistiram na semana passada, pediram então a Corrêa, a segunda e terceira vice-presidência e a segunda secretaria, prevista para ser do PT.


Corrêa disse ter conversado com Pedro Kemp (PT) sobre ele desistir da vaga. “Foi um gesto de grandeza do PT, porque foi a terceira bancada que eu conversei efetivamente. Inicialmente, eles iriam ficar com a segunda secretaria, mas em função de ter se montado um bloco em que consta seis pessoas que participam de um partido só, esse bloco tem direito a duas comissões e nos solicitaram a ficar com a segunda secretaria”, comentou.


“Pedro Kemp teve gesto de grandeza e fica com a terceira secretaria, tudo certo. Dez é mais pesado que um partido que tem dois”, emendou Corrêa.


Os nomes de quem vai ocupar a segunda e terceira vice-presidência, além da segunda secretaria, serão anunciados no dia 30 de novembro, às 15h, na governadoria.

FONTE: Correio do Estado

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium