Sexta, 14 de dezembro de 2018
(67) 98186-1999 - [email protected]
Saúde

27/09/2018 ás 17h33

149

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Dourados rece encontro regional do Projeto Paciente Seguro
Participaram do evento sobre segurança do paciente, profissionais dos hospitais que compõem o grupo do Centro-Oeste no projeto, no qual se inclui o HU-UFGD
Dourados rece encontro regional do Projeto Paciente Seguro
Dourados rece encontro regional do Projeto Paciente Seguro

Nos dias 25 e 26 de setembro, Dourados foi palco do II Encontro Regional do Projeto Paciente Seguro, iniciativa da qual o Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) é integrante desde 2016. Esse foi o segundo evento envolvendo os participantes da região Centro-Oeste, com objetivo de capacitação e troca de experiências.


 


Ao todo, 15 instituições brasileiras fazem parte do projeto, que visa a qualificação do cuidado em estabelecimentos de saúde, com o desenvolvimento de ferramentas de gestão, educação e práticas compartilhadas voltadas à segurança do paciente. O HU-UFGD é o único representante de Mato Grosso do Sul e compõe o grupo da região Centro-Oeste juntamente com o Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), de Brasília (DF).


 


Em Dourados, pelo menos 15 profissionais das duas instituições participaram das oficinas ministradas por tutores do Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), unidade de saúde que coordena nacionalmente o Projeto Paciente Seguro em parceria com o Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS). Além disso, a programação do evento incluiu uma visita técnica ao HU-UFGD, na qual o grupo pôde dialogar com colaboradores das áreas piloto e compartilhar boas práticas.


 


Confira o álbum de imagens do evento.


 


Segurança do paciente


 


O tema diz respeito a um conjunto de medidas que devem ser desenvolvidas, aprimoradas e aplicadas em todas as unidades de saúde para que o paciente não sofra eventos adversos durante seu atendimento, situações que em todos os sistemas de saúde do mundo ocasionam elevada mortalidade.


 


Estatísticas apontam que 10% dos pacientes no Brasil sofrem algum episódio inesperado durante o período de internação, devido a complicações decorrentes do cuidado médico e assistencial. No entanto, cerca de 70% desses casos podem ser evitados por meio da adoção de melhores práticas, desenhos de processos mais seguros, capacitação e comprometimento de líderes e profissionais.


 


Desde que iniciou sua participação no projeto, o HU-UFGD vem angariando resultados positivos como a redução na taxa de quedas de pacientes e nos índices de lesão por pressão dentro dos setores escolhidos para a implantação da iniciativa, como a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto. Os dois itens apontados são prioritários entre os pontos trabalhados.

FONTE: Assessoria

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium