Sábado, 15 de dezembro de 2018
(67) 98186-1999 - [email protected]
Internacional

27/08/2018 ás 16h22

166

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Crianças mortas em incêndio nos EUA participavam de festa do pijama
Entre os mortos, estavam crianças entre 3 meses e 16 anos. Outros dois adolescentes foram socorridos para o hospital em estado grave
Crianças mortas em incêndio nos EUA participavam de festa do pijama
Crianças mortas em incêndio nos EUA participavam de festa do pijama

As oito vítimas fatais de um incêndio que aconteceu dentro de uma casa, em Chicago, nos Estados Unidos, na madrugada desse domingo (26), participavam de uma festa do pijama. Entre os mortos, estavam crianças entre 3 meses e 16 anos. Outros dois adolescentes foram socorridos para o hospital em estado grave. O imóvel ficou destruído


Graças a uma pessoa que avistou uma fumaça vindo da residência, o Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 4h (6h no horário de Brasília), segundo o porta-voz da corporação de Chicago, Larry Langford. As causas do incêncio, controlado em 45 minutos, ainda estão sendo investigadas pela polícia. Para a ocorrência, foram deslocadas 15 ambulâncias.


"Isso é uma tragédia além de qualquer coisa que eu já sonhei em minha vida", disse Ramonita Reyes, avó das vítimas. Quem também lamentou a fatalidade foi Marcos Contreras, que perdeu dois irmãos e duas irmãs no incêndio, além de três primos. "Eu nem sei como vou acordar e continuar a vida, sabendo que meus irmãos e irmãs estão enterrados a dois metros de profundidade".


De acordo com O Globo, as vítimas foram identificadas como Amayah Almaraz, de 3 meses, Alanni Ayala, de 3 anos, Ariel Garcia e Gialanni Ayala, ambos de 5 anos, Giovanni Ayala, de 10 anos, Xavier Contreras, de 11 anos, Nathan Contreras, de 13 anos, e Victor Mendoza, de 16 anos. As chamas teriam começado no segundo andar da casa. Os dois sobreviventes, que seguem em estado crítico, Ceasar Contreras e Adrian Hernández, de 14 anos, estão no Hospital Stroger.


Casa não tinha detector de fumaças


"Nossa contagem de mortes teria sido definitivamente menor ou inexistente se os detectores de fumaça estivessem nesta estrutura", ressaltou Langford. Em junho, quando foi feita a última inspeção do edifício, o Departamento de Construção de Chicago afirmou que o resultado não foi satisfatório por causa de problemas elétricos.


Condolências oficiais


"A cidade compartilha o sofrimento das famílias que perderam tantas pessoas neste dia", afirmou. "Nossos pensamentos vão para não apenas as famílias daqueles que pereceram, mas para os membros do departamento que pressionaram o máximo possível para reverter o destino mortal dos oito que agora se foram. Todos nós oramos para que as duas vítimas vivas se recuperem apesar das probabilidades", lamentou o prefeito Rahm Emanuel.

FONTE: Noticias ao minuto

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium