Segunda, 10 de dezembro de 2018
(67) 98186-1999 - [email protected]
Concursos

13/08/2018 ás 17h58

173

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Fapems não se posiciona sobre problemas em concurso da PM
Confusão aconteceu ontem em realização de prova
Fapems não se posiciona sobre  problemas em concurso da PM
Fapems não se posiciona sobre problemas em concurso da PM

Mesmo após sete pessoas registrarem boletim de ocorrência contra a Fundação de Apoio a Pesquisa, ao Ensino e a Cultura de MS (Fapems), por conta da confusão no Concurso Público de Soldado da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, a fundação, que é organizadora do certame, não se manifestou sobre o problema ocorrido e como ficará a situação dos candidatos. Mais de 36 mil pessoas se inscreveram para o concurso.


Como noticiado pelo Correio do Estado, a prova foi aplicada ontem (13), e na Uniderp, um dos locais onde era realizada a avaliação, um grupo de candidatos reclamou da falta de organização com o tempo de prova, que segundo eles, teriam sido prejudicados por conta disso. “[Fiscal] Disse que faltava 30 minutos para acabar a prova, mas em seguida, coordenador geral do concurso entrou na sala e disse que já tinha encerrado. Ela errou na contagem do horário”, afirmou um dos candidatos. A confusão ficou generalizada e foi preciso chamar apoio de policiais para conter a desordem.


Foi elaborada uma ata, que foi assinada por todos os participantes que estavam na sala, e foram informados que ela seria encaminhada para a Fapems que analisaria e tomaria a decisão acerca de possíveis desclassificações. 


Segundo o boletim de ocorrência, registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro, o Coordenador da Fapems, começou a gritar e ordenar a entrega dos gabaritos das provas imediatamente, senão todos estariam sumariamente desclassificados. “Ele apontou para as pessoas e disse que estávamos desclassificados, ele mandou a fiscal anotar nossas provas e nossos nomes”, denunciou outro candidato.


O caso foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia de Campo Grande e está sobre investigação.

FONTE: Correio do Estado

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium