Sexta, 14 de dezembro de 2018
(67) 98186-1999 - [email protected]
Mato Grosso do Sul

30/05/2018 ás 14h01

331

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Após normalização do combustível, greve dos petroleiros preocupa
Presidente do Sinpetro afirmou que nova greve pode complicar o Estado
Após normalização do combustível, greve dos petroleiros preocupa
Após normalização do combustível, greve dos petroleiros preocupa

Mesmo com o reabastecimento dos postos de Campo Grande, após acordo entre os caminhoneiros e o governo, e com combustíveis previstos para todos os postos do interior do Estado até sexta-feira (31), o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes (Sinpetro/MS), Edson Lazaroto, disse durante entrevista realizada hoje que, se a greve dos petroleiros passar de 72 horas pode ser um alerta preocupante para o Estado. 


De acordo com o presidente, a greve é sinal de alerta porque pode “estancar” as refinarias e complicar a chegada do combustível no Estado.


Postos de combustível


Em relação aos abastecimentos de combustível, o presidente do Sinpetro afirmou que em Campo Grande, 100% dos postos de combustíveis já estão atendendo. Apenas no interior, a previsão para estabilizar os abastecimentos é até o final da semana.


“No interior está um pouco complicado devido o acompanhemento policial, recebemos a informação que hoje pela manhã, começou a ser desestabilizado todos os bloqueios da rodovias Federais e Estaduais, mas até sexta-feira todos do interior começarão a receber os combustíveis reprezados”, finalizou.

FONTE: Correio do Estado

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium