Segunda, 10 de dezembro de 2018
(67) 98186-1999 - [email protected]
Política

30/05/2018 ás 13h58

64

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Deputados ainda não receberam projeto de lei sobre redução da alíquota do Diesel
Em 2015, houve uma redução, mas teve duração de apenas seis meses
Deputados ainda não receberam projeto de lei sobre redução da alíquota do Diesel
Projeto do Executivo ainda não foi enviado para a Assembleia Legislativa - Foto: Victor Chileno/ALMS

Líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) declarou que projeto de lei para redução da alíquota do diesel de 17% para 12% ainda não chegou na Casa de Leis e que governador Reinaldo Azambuja (PSDB) está aguardando o desbloqueio das vias de acesso interditadas pelos manifestantes. 


O governo quer, além da redução da alíquota do diesel, a garantia de associados ao Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul (Sinpetro) de que a redução ocorrerá não só no ICMS, mas terá direto nas bombas de combustíveis dos postos de gasolina do estado.


“Em 2015 o governo diminuiu a alíquota e não adiantou nada. Depois de seis meses o combustível continuava alto. Se a redução for garantida nas bombas e também se tivermos a garantia da ordem do direito de ir e vir, então o projeto de lei será aprovado”, disse Rinaldo.


O tucano disse também que Reinaldo Azambuja está neste momento conversando com representantes do segmento e declarou que daqui pra frente os técnicos do governo terão que ter trabalho e estratégia para reverter os prejuízos que a greve ocasionou. “Foram R$ 100 mil por dia de perdas no estado”, declarou.


O líder do MDB na casa, deputado Eduardo Rocha disse que todos os deputados estão de sobreaviso aguardando o envio do projeto de lei do executivo para a redução do ICMS. “Se chegar hoje, amanhã convocamos extraordinária e já votamos em regime de urgência”, finalizou.

FONTE: Correio do Estado

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium