Sexta, 17 de agosto de 2018
(67) 98186-1999
Polícia

17/05/2018 ás 16h37

403

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Arquiteto, contador e comerciante foram presos por pedofilia no interior
Os três homens presos em operação nacional foram autuados em flagrante por manter material com cenas de estupro de crianças
Arquiteto, contador e comerciante foram presos por pedofilia no interior
Comerciante preso em Dourados por pedofilia no momento em que chegava à delegacia (Foto: Adilson Domingos)

Um comerciante de 39 anos, um arquiteto de 33 e um bacharel em ciências contábeis que trabalha como auxiliar em um escritório de contabilidade são os três homens acusados de pedofilia presos hoje (17) no interior de Mato Grosso do Sul na Operação Luz da Infância 2, coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública em 24 estados brasileiros e no Distrito Federal.


Em Dourados, foi preso o Toni Martins Siqueira, dono de uma empresa de pintura personalizada de veículos e capacete de moto. Separado e pais de três filhos, ele foi preso na empresa, onde também mora, no Jardim Tropical.







No local os policiais encontraram grande quantidade de material de pornografia infantil e imagens de estupro de crianças. CDs, pen drives, celulares, HD de computador e até brinquedos, revistas em quadrinhos e materiais escolares foram apreendidos.


De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, coordenador do SIG em Dourados, o comerciante foi preso em flagrante por armazenar e compartilhar imagens de sexo com crianças, com base no artigo 241-A do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).


Toni disse ao ser preso que apenas recebe e “fica olhando” os vídeos e imagens. Entretanto, a polícia vai investigar se crianças eram levadas na casa dele para serem estupradas.


Ele foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia, na Rua Cuiabá, área central de Dourados. O acusado ainda será interrogado, mas já sinalizou que vai permanecer em silêncio.


Em Glória de Dourados, cidade a 265 km de Campo Grande, foi preso o arquiteto Jonathan Felipe de Souza, 33. Já em Naviraí, a 366 km da Capital, a polícia prendeu o bacharel em ciências contábeis Lucas Nascimbene, que trabalha em um escritório de contabilidade.


Nos dois endereços onde foram cumpridos mandados de busca os policiais encontraram material de pornografia infantil, o que caracterizou a prisão em flagrante de Jonathan e Lucas.

FONTE: Campo Grande News

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium