Terça, 14 de agosto de 2018
(67) 98186-1999
Economia

27/04/2018 ás 08h42

116

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Municípios de MS deixam de receber R$ 326,9 milhões em royalties
Valor é referente a 5 anos, desde que o STF suspendeu divisão equitativa entre os estados
Municípios de MS deixam de receber  R$ 326,9 milhões em royalties
Municípios de MS deixam de receber R$ 326,9 milhões em royalties

As 79 prefeituras de Mato Grosso do Sul deixaram de receber R$ 326,921 milhões em royalties da exploração do petróleo nos últimos cinco anos por causa de liminar do Supremo Tribunal Federal, que suspendeu a eficácia da Lei 12.734/2012. No período, os gestores municipais do Estado receberam apenas 19,39% a que teriam direito, de acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), já que entraram nos cofres municipais R$ 78,669 milhões, mas o valor chegaria a R$ 405,591 milhões pelas regras anteriores à decisão judicial.


Para tentar reverter esse quadro, a entidade está mobilizando os prefeitos para que encaminhem à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, o “manifesto dos prefeitos e municipalistas”, no qual pede o julgamento em plenário da ADI 4719, que dispõe sobre os royalties do petróleo. Atualmente, com a suspensão da lei que prevê distribuição equitativa, o recebimento das receitas fica restrito a alguns entes.


No documento, é afirmado que os “efeitos práticos da liminar, passados 5 anos de produção de petróleo desde a decisão monocrática, o conjunto de municípios e estados brasileiros deixou de arrecadar R$ 48 bilhões por meio do Fundo Especial do Petróleo”.

FONTE: Correio do Estado

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium