Segunda, 11 de dezembro de 201711/12/2017
(67) 98186-1999
Muito nublado
20º
21º
32º
Sidrolandia - MS
Erro ao processar!
CULTURA
Buritiense fará peregrinação de 480 km até Maria de Caacupé.
Jair de Souza Ribeiro de 56 anos percorrerá a pé os 485 km de Pedro Juan Caballero até Caacupé.
Aparecido Francisco Mato Grosso do Sul - MS
Postada em 16/11/2017 ás 21h30
Buritiense fará peregrinação de 480 km até Maria de Caacupé.

Buritiense fará peregrinação de 480 km até Maria de Caacupé.

ada 8 de dezembro se celebra a Festa de Maria de Caacupé e os peregrinos chegam por milhares ao Santuário para demonstrar seu amor e gratidão à Mãe de todos, à "Virgem Azul do Paraguai".


E este ano o buritiense Jair de Souza Ribeiro (Veio), de 56 anos Policial Civil aposentado, estará entre os milhares de peregrinos que irão até ao Santuário de Maria de Caacupé, percorrendo a pé os 485 km de Pedro Juan Caballero até Caacupé.


Segundo Jair está peregrinação é para agradecer a graça recebida pela Maria de Caacupé, ”agora tenho que cumprir a promessa feita e com a ajuda de minha família tenho certeza que vou cumprir afirmou”.


Jair vai estar acompanhado pela esposa e filha durante o percurso, bem como de uma equipe medica do Paraguai, a previsão de chegada a Caacupé é para o dia 05 de dezembro, a saída para a peregrinação será no próximo dia 15 de novembro, serão 20 dias de caminhada sendo 24 km diários previstos.


Jair será o primeiro brasileiro a percorrer os 485 km de Pedro Juan Caballero até Caacupé e conta com o apoio da Câmara de Dois Irmãos do Buriti.


Esta é História desta devoção Mariana Latino-Americana:



No fim do século XVI um índio converso, escultor de profissão, subiu ao monte e se encontrou com selvagens Mbayaes dos quais conseguiu escapar, ocultando-se atrás de um grosso tronco. Nos angustiantes momentos que passou em seu esconderijo, pediu à Virgem sair com vida daquela situação. 


Livre daquele risco esculpiu uma imagem com o mesmo tronco que oprotegeu, tal como prometeu à Virgem. No ano de 1603 o lago Tapaicuá transbordou e alagou todo o vale do Pirayú arrasando tudo o que estava em seu caminho incluindo a imagem da Virgem.


Entretanto ao retroceder as águas milagrosamente apareceu a imagem que o índio tinha esculpido. Os habitantes começaram a difundir sua devoção e começaram a invocá-la com o nome de "Virgem dos Milagres". Um devoto vizinho, chamado José e carpinteiro de ofício, construiu-lhe uma modesta capelinha e nela começou a receber culto a Virgem de Caacupé.


 A imagem da Virgem de Caacupé é pequena, de pouco mais de cinquenta centímetros. Seus pés descansam sobre uma pequena esfera, rodeada de uma bandagem branca de seda.

FONTE: Buriti News
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
330
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium