Terça, 22 de maio de 2018
(67) 98186-1999
Especiais

07/03/2018 ás 20h42

68

Aparecido Francisco

Mato Grosso do Sul / MS

Revogação de habeas corpus levará João Amorim de volta à prisão
Decisão do STF não é passível de recurso por parte da defesa
Revogação de habeas corpus levará João Amorim de volta à prisão
Decisão do STF diz respeito a 2ª fase da operação Lama Asfáltica - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

A assessoria de imprensa do Tribunal Regional Federak da 3ª Região informou hoje (7) que até o momento não recebeu o comunicado oficial do Supremo Tribunal Federal, que revoga o habeas corpus do empresário, João Kampre Amorim, considerado réu na operação Lama Asfáltica, que investiga crimes de corrupção ativa e passiva, desde 2013. 


O processo julgado ontem (6) pelo Supremo é relacionado a segunda de cinco fases concluídas da operação e a informação oficial é de que somente quando o comunicado for recebido, o magistrado de Mato Grosso do Sul poderá atender a decisão determinada pela corte suprema. 


Conforme explicações da assessoria, inicialmente,  a decisão do juiz federal de Campo Grande que mandou prender os investigados nesta operação foi mantida no TRF3 e no STJ; em pedido liminar, o STF havia concedido a revogação das prisões. A nova decisão do Supremo cassou a liminar.


Questionado sobre a possibilidade da defesa solicitar recurso, a informação recebida é de que contra essa decisão não cabe contestação. No máximo poderiam ser feitos embargos de declaração, porém sem condição de modificar a decisão formalizada na terça-feira (6).

FONTE: Correio do Estado

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium